Missões Cerca de oito mil cristãos fugiram da violência de grupos radicais islâmicos na Indonésia

Na Indonésia, um grupo radical islâmico recuou após um tiroteio ocorrido entre eles e os cristãos que se defendiam do ataque, mas eles reafirmaram seu objetivo: “Nós não vamos parar de caçar os cristãos e deixaremos as igrejas em chamas. Os cristãos são os inimigos de Alá!”, dizia a mensagem que circulava por diversas cidades.

Temendo ainda mais violência, cerca de 8 mil cristãos fugiram de suas casas para uma província de Sumatra do Norte. A maioria foi para as regências de Tapanuli Central e Ocidental Pakpak, enquanto outros buscaram refúgio em outras regências. Eles são protegidos pelas igrejas locais, escolas e escritórios do governo.

“A situação dos fugitivos é bem precária, porque eles vivem em grande escassez e precisam desesperadamente de água potável, alimentos, roupas, alimentação adequada para os bebês, cobertores e medicamentos. Extremistas muçulmanos estão guardando a fronteira com uma ordem para matar todos os cristãos que atravessarem a linha”, disse um colaborador da Portas Abertas.

Numa conferência, o Secretário Geral da Organização de Igrejas na Indonésia, Gomar Gultom, criticou o governo local de Aceh Singkil por permitir que a violência ocorresse: “O encontro entre a comunidade e os líderes religiosos muçulmanos foi facilitada pelo Estado, como se estivesse endossando que a sociedade civil contra-atacasse, porque eles não tiveram outra opção senão a defesa”, conclui o secretário. Ore por estes cristãos para que tenham forças de seguir em frente.

Fonte: http://www.cpadnews.com.br/universo-cristao/30829/cerca-de-oito-mil-cristaos-fugiram-da-violencia-de-grupos-radicais-islamicos-na-indonesia.html

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *. Obs.: Enviando este comentário você estará garantindo uma licença perpétua para reproduzir aqui sua opinião, nome e site. Comentários ofensivos ou inapropriados serão removidos. Seu e-mail é usado apenas para fins de verificação, e não será publicado ou compartilhado de forma alguma..